(14)996030799

NO AR

LOUVOR E ADORAÇÃO

Com W.B PRODUÇÕES

Brasil

CANTORA QUE VENCEU ANITA NO GRAMMY NÃO NEGA A SUA FÉ: TENHO ORGULHO DE ONDE VENHO

Cantora de jazz que venceu Grammy tem raízes na igreja: “Orgulho de onde venho”

Publicada em 19/04/23 às 19:59h - 204 visualizações

por RÁDIO GERAÇÃO DE ADORADORES


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Samara Joy na premiação do Grammy. (Foto: Reprodução/YouTube/Recording Academy/GRAMMYs)  (Foto: RÁDIO GERAÇÃO DE ADORADORES )

A cantora de jazz vencedora do Grammy, Samara Joy, afirmou ter orgulho tanto de suas raízes, quanto de sua família cristã, que tem um legado de evangelismo e música gospel. 



Samara é do Bronx, Nova York, e quebrou um recorde no Grammy deste ano ao se tornar a segunda artista de jazz a ganhar o prêmio de melhor artista revelação. Ela também ganhou um Grammy de melhor gravação vocal de jazz por seu álbum, “Linger Awhile” (tradução livre: Fique Um Pouco Mais). 

A jovem, de 23 anos, compartilhou em uma entrevista recente com a apresentadora Terry Gross no talk show americano "Fresh Air" da NPR, a história de sua família no ministério evangelístico e na música gospel, e como iniciou a carreira na igreja onde ela se tornou uma líder de louvor aos 16 anos. Na ocasião, Samara cantou o hino "Blessed Assurance".

Histórico familiar

Durante seu discurso de premiação no Grammy no início deste ano, Samara falou sobre o legado de sua família quando mencionou brevemente como cresceu cantando e nomeou seus avós, mãe e pai.  

Segundo o Christian Post, os avós da cantora eram pastores na Filadélfia, eles começaram um coral gospel chamado “Savettes” e viajaram pela cidade numa van que chamavam de Godmobile. 

Seu pai, tias e tios dirigiam o Godmobile para diferentes locais onde estacionavam perto das calçadas, desciam, cantavam e pregavam o Evangelho

"Meu pai conta histórias sobre pessoas passando e realmente se envolvendo, cantando junto e eventualmente sendo salvas", disse a artista.

Samara contou que seus dois avós foram abençoados com o dom da música e, décadas atrás, quando seu avô, agora com 92 anos, recebeu um contrato de gravação para cantar ópera, sua avó jogou fora. 

"Acho que ela jogou no lixo porque naquela época era igreja ou nada. Sagrado, não secular", relatou ela.

Por muitos anos, Samara disse que seu avô estava "hesitante" sobre ela cantar música secular ou estudar música na escola, acreditando que a música "pertence à igreja". Mas depois de ver seu sucesso e como ela é capaz de compartilhar sua fé com novos públicos, ele está aceitando. 

“Acho que ele está percebendo que há mais de uma maneira de espalhar o Evangelho”, comemorou ela. 

Incentivo paterno

O pai da jovem também é cantor e baixista, ele foi líder de adoração em sua igreja. Como membro do coral da congregação de seu bairro, a cantora foi escolhida para se juntar a outras sete pessoas que faziam parte da equipe de louvor e adoração do coral. 

Embora ela não se sentisse pronta para isso, seu pai a encorajou a assumir o novo papel para o

 qual foi escolhida e garantiu que ela não deveria ser perfeita, mas ter "os ouvidos abertos e o espírito aberto para qualquer momento". 

De acordo com o Christian Post, Samara afirmou que o conselho de seu pai fez com que ela experimentasse a verdadeira adoração e pensasse mais nos outros do que nela mesma. 

“Se você tem alguém que oferece apoio, um membro da família ou um professor que acredita em você e quer apoiá-lo, ou pessoas ao seu redor que querem ajudá-lo, não importa de onde você vem. Tenho orgulho de onde venho”, declarou a cantora sobre sua origem na cidade de Bronx.


Premiação do Grammy

O álbum de jazz de Samara “Linger Awhile” foi lançado em 16 de setembro de 2022. Em seu discurso após ganhar dois prêmios Grammy, Samara mencionou como ficou surpresa por ter ganho um prêmio por ser ela mesma. 

“Muitas vezes na indústria da música ou olhando de fora, você vê as pessoas mudarem ou são forçadas a mudar para se encaixar, são forçados a se misturar para conseguir sua chance”, disse ela.

“E então, eu senti que era incrível para mim estar naquela sala e fazer parte de algo tão especial sem ter que necessariamente mudar nada sobre quem eu sou para me encaixar. Sou apenas eu mesma”, concluiu a cantora.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


 
Enquete
VOCÊ APOIA A LIBERAÇÃO DAS DROGAS?

 NÃO
 NÃO SEI
 SIM
 TALVEZ







.

LIGUE E PARTICIPE

(14) 996030799

Visitas: 29040996
Usuários Online: 3004
Copyright (c) 2024 - RÁDIO GERAÇÃO DE ADORADORES - WWW.RADIOGERACAODEADORADORES.COM.BR
Converse conosco pelo Whatsapp!