(14)996030799

NO AR

LOUVOR E ADORAÇÃO

Com W.B PRODUÇÕES

Brasil

BEBÊ MORRE APÓS RECEBER LEITE NA VEIA EM MATERNIDADE DA BAHIA

A técnica de enfermagem teria confundido os acessos

Publicada em 21/06/23 às 15:51h - 65 visualizações

por G1


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Samuel Ricardo Souza Bastos, de 2 meses  (Foto: G1)
Familiares de um bebê de 2 meses que faleceu após receber leite injetado na veia denunciam o hospital localizado no bairro do Pau Miúdo, em Salvador (BA). O pequeno Samuel Ricardo Souza Bastos faleceu na segunda-feira (19) e seus pais acusam uma enfermeira da Maternidade Professor José Maria Magalhães Netto de negligência.


Segundo eles, uma técnica de enfermagem confundiu o acesso de medicamentos com a sonda pela qual o bebê se alimentava. Assim, ela injetou leite na veia do menino.Samuel nasceu com uma cardiopatia e estava internado no hospital há um mês. Há 15 dias, ele chegou a passar por uma cirurgia no Hospital Ana Nery e logo voltou para a maternidade onde se recuperava do procedimento.
Naiane Rocha, mãe do bebê, conta que recebeu uma ligação no domingo (18) comunicando que Samuel estava passando mal e foi levado para a UTI.
– Cheguei no hospital, a médica mentiu para mim, disse que tinha acontecido pelo problema de saúde dele. Eu sabia que não era, porque sabia da melhora, sabia que não era o coração dele e eu fiquei desesperada – contou ela ao G1.
E continuou:
– Eu deixei meu filho dormindo e encontrei ele entubado.
Na noite do domingo o hospital informou o erro da técnica de enfermagem que teria confundido os acessos. No dia seguinte, Samuel não resistiu e veio a óbito.
A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) se manifestou sobre o assunto, se colocou à disposição dos familiares e iniciou uma sindicância para apurar o caso. Outra informação confirmada é que a técnica de enfermagem foi demitida.


O que diz a maternidade

Família denuncia morte de bebê que teve leite injetado na veia em maternidade de Salvador

A diretoria da maternidade também divulgou uma nota em que disse lamentar profundamente o "erro técnico" que levou a morte de Samuel Barros.

"A maternidade era uma referência de atendimento para mãe e bebê, desde a gestação, onde sempre receberam todos os cuidados com muito zelo e responsabilidade", afirmaram.

A unidade de saúde ainda informou que todos os fluxos e protocolos da unidade estão sendo revistos e repassados junto às equipes, que também passará por treinamentos e capacitações, para seguir com a conduta de prestação de serviço de excelência. A diretoria informou ainda estar à inteira disposição dos familiares para acolhimento e devidos esclarecimentos.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


 
Enquete
VOCÊ APOIA A LIBERAÇÃO DAS DROGAS?

 NÃO
 NÃO SEI
 SIM
 TALVEZ







.

LIGUE E PARTICIPE

(14) 996030799

Visitas: 29041005
Usuários Online: 3011
Copyright (c) 2024 - RÁDIO GERAÇÃO DE ADORADORES - WWW.RADIOGERACAODEADORADORES.COM.BR
Converse conosco pelo Whatsapp!